Vice-governador homenageia mulheres em live com líderes goianas e participação de Gracinha Caiado

Como forma de demonstrar o reconhecimento à importância e ao trabalho das mulheres na sociedade, o vice-governador Lincoln Tejota homenageia o Dia Internacional da Mulher durante uma live nesta segunda-feira (8), às 11 horas. O encontro virtual será transmitido na página do Facebook do vice-governador e terá a participação de cinco mulheres atuantes na política goiana, tendo como convidada especial a primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, que está à frente do Gabinete de Políticas Sociais do Estado.

A live terá como tema “Política é coisa de mulher – Elas não precisam de apoio, precisam de espaço”, uma das principais bandeiras defendidas por Tejota. “As mulheres são extremamente cuidadosas, têm boas ideias e capacidade excepcional de percepção do ambiente e daquilo que a coletividade precisa e que é de interesse público. Trabalham com muita responsabilidade e está mais do que na hora de terem cada vez mais acesso à gestão pública, o que só vai beneficiar o cidadão”, opina o vice-governador.

Além da primeira-dama, participam a prefeita de Lagoa Santa, Núcia Kelly; a vice-prefeita de Perolândia, Grete Elisa; a vice-prefeita de Firminópolis, Ivônia Rodrigues e a delegada titular da 2ª Delegacia Regional de Aparecida de Goiânia, Cybelle Tristão.

Entre os temas a serem abordados estão: a gestão pública por parte das mulheres, os 89 anos do voto feminino no país e a sub-representatividade da mulher na política. Mesmo sendo cerca de 52% do eleitorado, elas ocupam apenas 15% das cadeiras da Câmara dos Deputados e 14% das vagas do Senador Federal. Segundo o mapa “Mulheres na Política 2019”, elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela União Interparlamentar, o Brasil está em 134º lugar, entre 193 países, em relação à representatividade feminina no Parlamento.

“Dentro de casa, vi o exemplo da minha mãe, Betinha Tejota, que foi deputada estadual e se empenhou muito pelos direitos dos goianos, sobretudo das mulheres. Vejo também o empenho de Dona Gracinha em promover a igualdade social e oferecer assistência aos mais vulneráveis. As mulheres têm voz e ideais que precisam ser ouvidos, além de terem uma exímia capacidade de iniciativa e de formulação de políticas públicas. Elas têm muito a contribuir para a construção da sociedade que queremos”, salienta.

Políticas Públicas
Os participantes também deverão abordar a importância de políticas públicas voltadas para a população feminina, em razão da peculiaridade de algumas situações vividas pelas mulheres no cotidiano. Essa é uma preocupação do Governo de Goiás, que tem atuado firmemente no combate à violência de gênero, por exemplo, com a implantação do “Todos por Elas – Pacto Goiano pelo Fim da Violência contra a Mulher”; a inauguração do Grupo Estadual de Repressão a Estupros, que atua na investigação de crimes complexos e de autoria desconhecida; além da disponibilização da Sala Lilás, em Goiânia e Aparecida de Goiânia. Nelas, as vítimas de violência recebem atendimento imediato e humanizado e assistência psicológica.

Além disso, são 22 delegacias especializadas, 21 centros especializados de atendimento a mulher e Patrulhas Maria da Penha em 22 municípios goianos. A Secretaria de Desenvolvimento Social possui ainda dois ônibus que percorrem o Estado para atendimento específico ao público feminino.

Já o Gabinete de Políticas Sociais, liderado por Gracinha Caiado, e a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) atuam no acompanhamento de famílias vulneráveis, inclusive aquelas chefiadas por mulheres, com a doação de alimentos, produtos sanitários para enfrentamento à pandemia, cobertores, brinquedos e kits de enxovais para bebês, além de fomentar a produção do artesanato goiano, o que incentiva também o empreendedorismo feminino.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *