Suspeito de 4 homicídios usava tênis vermelho para cometer crimes

Um jovem de 25 anos foi preso suspeito de cometer quatro homicídios, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, Lucas Vieira, de 25 anos, agia sempre usando um par de tênis vermelho, considerado uma espécie de “amuleto” no momento em que ia cometer os crimes.

O primeiro dos quatro homicídios atribuídos a ele, em dezembro do ano passado, foi registrado por câmeras de segurança (vídeo acima). Nas imagens, ele chega em um mercado, aborda a vítima, Bruno Rodrigues Capucio, de 28 anos, efetua vários disparos contra ele – que morre no local – e foge.

Lucas foi preso na segunda-feira (19), na casa onde mora. Segundo o delegado Wllisses Valentim, responsável pelo caso, ele optou por permanecer em silêncio e ainda não apresentou advogado.

O delegado afirmou ainda que, durante a detenção, foi cumprido ainda um mandado de busca e apreensão, no qual foram apreendidos uma porção de cocaína e o par de tênis vermelho.

“Nós tivemos informação de que ele usava o tênis como um amuleto, uma superstição, sempre que ia cometer um crime. Todas as vezes ele o usava. Era uma espécie de mania”, disse ao G1.

Na morte de Bruno, as câmeras mostram que Diego usava tênis na cor vermelha.

Sem vínculo com vítimas

Valentim sustenta a hipótese de que todos os quatro crimes tenham relação com drogas, uma vez que o jovem e todas as outras vítimas tinham passagem por tráfico. A suspeita é que Diego era contratado para cometer os crimes.

“A informação que temos é que ele não tem vínculo com nenhuma das vítimas e que agia a mando de líderes do tráfico. Não sabemos ainda, porém, se ele eliminava rivais em disputas por territórios ou para acertar dívidas de drogas”, explica do delegado.

De acordo com a corporação, foi levantado que os mandantes dos crimes – que ainda são procurados – forneciam subsídios para os homicídios, como carros e armas.

A forma de agir era sempre semelhante: já sabendo a localização do alvo, ele chegava de carro, executava a vítima rapidamente e fugia em seguida.

Primeira vítima de suspeito, Bruno foi assassinado dentro de mercado — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoPrimeira vítima de suspeito, Bruno foi assassinado dentro de mercado — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Primeira vítima de suspeito, Bruno foi assassinado dentro de mercado — Foto: Polícia

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.