Sociedade Goiana de Pediatria recomenda retorno das aulas presenciais

A Sociedade Goiana de Pediatria (SGP) defendeu, em nota, o retorno presencial das aulas na rede pública de ensino de Goiás. Segundo o documento, divulgado neste sábado (31/7), um levantamento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostra que as taxas de internações e mortes por covid-19 em crianças permanecem “estavelmente baixas”, com percentual de respectivamente 1,5% e 0,33%.

A SGP avalia que a distância das salas de aula afeta emocionalmente os alunos. “Os especialistas também estão concentrados nos danos sociais que o afastamento da sala de aula trouxe e ainda poderá trazer sobre toda uma geração de indivíduos concernente a aquisição de habilidades cognitivas”, diz trecho.

A partir desta segunda-feira (2/8), diversas escolas da rede pública e privada retomam aulas presenciais, mas em formato híbrido. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) manteve o retorno das aulas presenciais no sistema híbrido com 30% de alunos nas salas a partir de 2 de agosto. Já a Secretaria Municipal de Educação (SME) da capital definiu o dia 16 do mesmo mês para o retorno de 50% dos estudantes aos colégios.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.