Sandro Mabel faz alerta sobre riscos de interferência do governo na Petrobras

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, usou as redes sociais para fazer alerta sobre os riscos da interferência do executivo federal na Petrobras. “Vejo com preocupação a intervenção do governo na Petrobrás. É legítima a aflição do presidente Bolsonaro com a alta dos preços do combustível, mas esse não é o caminho adequado” escreveu Sandro.

Para ele, a troca no comando da empresa é uma “péssima sinalização” para a economia e pode trazer graves consequências para a retomada das atividades produtivas. O dirigente classista reconhece como “legítima a aflição” do presidente Jair Bolsonaro com a escalada dos preços dos combustíveis, mas assinala que “o caminho não é esse”, referindo-se à intervenção da estatal.

“Não só o presidente se aflige com a alta dos combustíveis. O setor produtivo e a população de modo geral sofre com esse descontrole, mas a solução tem ser outra”, diz.

A interferência, segundo ele, gera insegurança na economia e desconfiança nos investidores no Brasil e no mundo. Sandro defende que o presidente não se afaste da agenda liberal e não ceda às tentações populistas, que há não deram certo num passado recente.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *