Recuo: depois da derrota no Senado e da iminência de outro revés na Câmara dos Deputados, Bolsonaro revoga decreto de armas

Com receio de nova derrota, o presidente Jair Bolsonaro revogou nesta terça-feira (25) o decreto de armas que editou em maio para flexibilizar a posse e o porte no País e decidiu enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei para tratar de registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição e também sobre o Sistema Nacional de Armas (Sinarm). O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que o governo compreendeu que o melhor caminho é encaminhar um projeto de lei sobre a flexibilização do porte e da posse de armas.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.