“Nós vivíamos e ainda vivemos um mundo de faz de conta”, diz Lissauer após derrubada de vetos à LDO

O presidente Lissauer Vieira (PSB) avaliou a derrubada de vetos da Governadoria à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Segundo ele, a dotação da Alego, para 2020, deverá ser reduzida na próxima Lei Orçamentária Anual (LOA). A intenção é ajustar esse valor para se chegar a um número mais real.

O dispositivo que previa um orçamento de R$ 159 milhões para a Casa na LDO, para o próximo ano, foi vetado pelo governador e derrubado pelos parlamentares. Apesar disso, o presidente adiantou que a expectativa é colocar um valor entre R$ 90 milhões e R$ 100 milhões na LOA.

“Historicamente nós vivíamos e ainda vivemos um mundo de faz de conta; o Governo mandava o orçamento baixo, a Assembleia jogava lá em cima e depois o Governo não cumpria nem o que mandou. Mas essa prática continua e é isso que nós queremos quebrar. Para o ano que vem, nossa proposta é reduzir o valor do nosso orçamento. Dá para reduzir esse valor consideravelmente na LOA, calibrarmos algo em torno de R$ 90 a R$ 100 milhões, desde que o governo cumpra integralmente”, afirmou o presidente Lissauer.

Também fez parte do acordo com o Executivo a manutenção do veto, apreciado em destaque, ao artigo que estipulava que 100% dos recursos extraordinários precisariam de autorização prévia do Legislativo.

“O Governo nos explicou que existem algumas questões emergenciais onde precisa fazer o pagamento de um dia para o outro. Então, fizemos um acordo que prevê que 70% desses recursos precisarão passar pela Casa e 30% serão livres para o Governo executar essas medidas emergenciais. Nós não queremos de forma alguma atrapalhar o bom andamento do Governo, mas nós também precisamos saber para onde estão indo esses recursos e como estão sendo aplicados. Esses 30% serão colocados na LOA”, explicou.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.