Nise Yamaguchi processa Omar Aziz e Otto por misoginia e humilhação

A médica Nise Yamaguchi entrou com processo contra os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Otto Alencar (PSD-BA) após seu depoimento à CPI da Covid no último dia primeiro. A oncologista alega ter sido vítima de misoginia e humilhação durante a oitiva. A informação foi dada neste sábado pela CNN Brasil. Na ação, diz a emissora, o advogado de Nise diz que os senadores abusaram do direito da imunidade parlamentar e “perpetraram um verdadeiro massacre moral”.

Ainda de acordo com a defesa de Nise Yamaguchi, os congressistas agiram “intencionalmente com morbo e com deliberada crueldade no escopo de destruir a imagem da médica perante toda a sociedade brasileira”. E que “atônita, viu um ser humano ter destroçada a sua dignidade enquanto médica, cientista e mulher.”

A médica defensora do chamado “tratamento precoce”, com remédios comprovadamente ineficazes contra a covid, chegou a ser cotada para comandar o Ministério da Saúde. NA CPI, Nise depôs na condição de convidada.

Ainda segundo a CNN, a defesa da médica cita na ação o “manterrupting”, ato de constante interrupção da fala feminina por um homem, e compara o depoimento da médica à audiência judicial em que a influenciadora Mariana Ferrer foi humilhada pelo advogado do homem a quem ela acusa de estupro.

Durante a oitiva, o senador Otto questionou Nise sobre a diferença entre um vírus e um protozoário. “Na grade curricular brasileira, os protozoários são estudados no 4° ano do estudo fundamental, fato este que por si só, demonstra a intenção de Otto Alencar em diminuir e humilhar publicamente Nise Yamaguchi, desprestigiando seu conhecimento científico”, diz a defesa.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.