MP denuncia Romário em caso de acidente no Rio de Janeiro

Romário, senador pelo Podemos-RJ e ex-jogador de futebol, foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). A acusação é que ele adulterou a cena de um acidente de trânsito, que teve como consequência uma pessoa ferida.

A ação é crime previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Romário, de acordo com a acusação, avançou um sinal e atropelou um motociclista na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. No entanto, a responsabilidade pelo acidente foi assumida por Marcelo Wagner, amigo e assessor parlamentar do ex-jogador.

A ocorrência aconteceu em dezembro de 2017, o que piora a situação de Romário, que estava com sua carteira de habilitação suspensa.

Na próxima semana, haverá uma audiência no IX Juizado Especial Criminal do Rio e, caso a denúncia seja aceita, Romário vai se tornar réu. Para não ser processado também por lesão corporal culposa, o parlamentar fez acordo com a vítima, Ernesto Cavalcante, que vai receber R$ 50 mil.

Conforme a denúncia do MP, Romário aguardava o motociclista ser socorrido quando Marcelo Wagner apareceu no local, antes de a Polícia Militar. O assessor, conhecido como Marcelo Tocão, declarou aos policiais que estava dirigindo, versão confirmada pelo senador.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.