Lúcio Flávio: “Novo prédio da OAB-GO representa o ponto culminante de nossa gestão”

O presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio de Paiva, classificou as obras de reestruturação do edifício sede (Casa do Advogado Jorge Jungmann) e prédio anexo (Edifício Olavo Berquó), localizados no Setor Marista, em Goiânia, como as mais representativas de sua gestão, durante a entrega oficial na noite desta segunda-feira (2 de agosto).

Esta é a primeira vez que os prédios passam por reestruturação, após mais de três décadas de fundação. O evento híbrido, transmitido simultaneamente pelas redes sociais da OAB-GO, contou ainda com a presença do governador Ronaldo Caiado (DEM), do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), representantes do Poder Legislativo e Judiciário, presidentes de subseções e conselheiros seccionais, conforme as medidas sanitárias estabelecidas em decreto.

Lúcio ressaltou que a obra vai além de sua estrutura física. “A sede da OAB-GO é um ícone da advocacia de Goiás e merece esta reestruturação que estamos entregando hoje. Aqui temos a sede do Conselho Pleno, onde os destinos da advocacia são traçados; temos o Auditório Eli Alves Forte, que albergou os maiores eventos jurídicos de Goiás; temos a Sala da Presidência, local em que são recebidas, em nome da advocacia, altas autoridades, como Governadores, Prefeitos, Presidentes de Tribunais, Ministros de tribunais superiores, embaixadores e até, como recentemente, o Ministro da Justiça do Brasil”, destacou.

Obras

O secretário-geral da OAB-GO, Jacó Coelho, à frente da intervenção, destacou que as obras foram iniciadas em 2018 e concluídas no fim de 2020, mas, devido ao agravamento da pandemia no ano passado e no primeiro semestre deste ano, serão entregues oficialmente agora.

Jacó explica que foram investidos R$ 2,7 milhões – sendo mais de 10% deste valor levantado junto a Credjur (R$ 381.563,00) -, para a repaginação do térreo, primeiro e segundo andar do prédio, além de seu salão.

As mudanças foram profundas: troca de cabeamento elétrico, de redes; instaladas lajes técnicas para os ar-condicionados; trocados pisos, revestimentos, vasos; reestruturado o ambiente de trabalho para estilo open office; trocados telhados. “Nos próximos 10 anos não precisaremos de nenhuma intervenção, no mínimo”.

Detalhes

Jacó Coelho destaca que no primeiro andar do edifício-sede, foram construídas mais duas salas de sessões com antessala de espera; as divisórias navais substituídas por drywall; e uma copa/cozinha instalada. No segundo pavimento, alteração do layout, com substituição de divisórias e criação de sala de espera.

A obra também contemplou, nos dois pavimentos, a recuperação do piso, do forro, das vigas de sustentação e da parte elétrica, com reorganização da fiação. Além disso, foram recuperadas vigas e estruturas de concreto (inicialmente no lado externo e posteriormente na parte interna).

“O Auditório Eli Alves Forte também passou por mudanças. O salão ganhou ares de salão nobre, com reforma geral e instalações totalmente novas. Simultaneamente, o Edifício Olavo Berquó passou por readequação dos layouts e reinstalação da infraestrutura elétrica e de rede.”

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.