Lissauer confirma corte de 30% nas despesas do Legislativo, mas só tomará decisão depois de ouvir deputados

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), avaliou nesta sexta-feira (10/4) a realidade fiscal do Estado diante da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O governador confirmou o corte de gastos na ordem de 30% no Legislativo goiano. Segundo ele, a medida, que será adotada também pelos demais Poderes, foi acordada em reunião com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e visa auxiliar o Executivo estadual no atual momento.
“Nessa semana tivemos a terceira reunião por videoconferência com representantes dos três Poderes em Goiás para tratar da situação financeira do nosso Estado e discutir as ações de cortes de gastos que teremos que fazer diante do atual cenário enfrentado por todos nós. Já estamos com uma queda na arrecadação, no entanto, ainda pouco significativa, mas que deve ganhar mais força nos próximos meses. A estimativa é de que o Estado tenha uma queda de arrecadação entre R$ 4 e R$ 5 bilhões e, diante disso, todos os Poderes estão imbuídos em ajudar o Estado”, disse o chefe do Poder Legislativo em entrevista à rádio Sagres.
Com relação às ações de cortes de despesas que serão adotadas pelo Legislativo goiano, Lissauer afirmou que elas só serão decididas após consulta aos demais parlamentares da Assembleia. “Cada Poder tem a sua independência. Na Alego, por exemplo, eu não farei nenhum tipo de ajuste sem conversar com todos os deputados. Os cortes terão que ser feitos e será na ordem de 30%, mas eles só serão efetivados em comum acordo com os parlamentares”, pontuou.
Questionado sobre o retorno das atividades econômica em Goiás, Lissauer se mostrou favorável. “Nós estamos vivendo uma situação totalmente atípica da nossa realidade. Eu acho que o governador Ronaldo Caiado tomou as medidas certas e conseguiu fazer com que Goiás não tivesse um crescimento tão grande da doença. Vejo que cabe também ao governador e a sua equipe técnica fazer uma programação adequada do retorno das atividades que, sem dúvidas, precisam acontecer, mas no momento certo”, salientou.

 

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.