Justiça bloqueia bens do presdente nacional do Pros, o goiano Eurípedes Júnior

A juíza Jordana Brandão Alvarenga, da 1ª Vara Cível, da Família, das Sucessões e da Infância e Juventude, determinou o bloqueio de bens de Eurípedes de Macedo Júnior, presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Sentença é resultado de uma ação movida pela ex-mulher do político, Sandra de Oliveira Caparrosa, sobre a divisão de bens após a separação, ocorrida em 2017. A informação é de O Popular.

Além do bloqueio, a juíza anulou a escritura de compra da casa onde Eurípedes, que já foi vereador em Planaltina, Goiás, mora. De acordo com a decisão, o casal esteve em união estável de 1998 a março de 2017. Sandra pede o direito aos imóveis adquiridos durante esse período, já que, segundo ela, o político se nega a entregar sua parte de forma amigável.

A magistrada relata, ainda, que Eurípedes teria comprado imóveis nos nomes de outras pessoas para “permitir o desvio do patrimônio do casal e, deste modo, prejudicar a partilha do que lhe é devido”. Ela também o acusa de utilizar favores políticos para obter vantagens pessoais e, com isso, adquirir novos patrimônios por meio de manobra.

O presidente do Pros é alvo de processo em que é acusado de lavagem de dinheiro e desvios por, em 2015, ter adquirido um helicóptero no valor de R$ 2,4 milhões para uso pessoal, com recursos do fundo partidário. Por esse motivo, foi destituído da presidência do partido em janeiro deste ano, mas permaneceu no cargo. Além disso, ele é suspeito de agredir uma das filhas, de 19 anos.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.