Greve: médicos do Hugo comunicam paralisação de advertência de 24 horas

Médicos do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) prometem paralisar as atividades na próxima quinta-feira (28). A ação é organizada pelo Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego) e é motivada, de acordo com a entidade, pela ausência de negociações com a administração pública estadual e com o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS). A organização social (OS) irá assumir a gestão da unidade a partir do dia 1º de dezembro.

A paralisação foi decidida após a Secretaria de Estado da Saúde (SES) anunciar a transferência de 276 servidores efetivos do Hugo para outras unidades.  A entidade afirma que o poder público apenas reuniu os servidores para fazer o comunicado e que não houve diálogo nem com os profissionais nem com o sindicato.

Em nota, o Simego afirmou também que encaminhou a pauta de reivindicações para a OS que administra a unidade atualmente, o instituto Haver.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.