Goiânia: empresas de ônibus anunciam suspensão cdos serviços a partir de terça (24)

Em reunião emergencial que aconteceu na Companhia de Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) na manhã deste domingo (22), em Goiânia, representantes dos sindicatos de motoristas e de empresas responsáveis pelo transporte público da região metropolitana decidiram interromper a circulação da frotas de veículos a partir da próxima terça-feira (24).

Só continuarão a ser atendidos os usuários que dependem do transporte coletivo para chegar a hospitais e unidades de saúde da região metropolitana de Goiânia.

A reunião começou por volta de 10h deste domingo e terminou às 11h30 com a decisão tomada. Os motoristas foram representados por Alberto Magno, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo (Sinttransporte).

As concessionárias alegam que não têm frota de ônibus suficiente para atender à determinação do governador Ronaldo Caiado (DEM) de transportar somente passageiros sentados, de modo a evitar o contágio com o coronavírus. Eles projetam que, para atender a demanda equivalente à sexta (20), de 100 mil passageiros, seriam necessários 3.125 veículos. A CMTC afirma que o sistema tem 1.285.

A Companhia pontuou que, mesmo que a demanda reduza para 50 mil passageiros, haveria necessidade de 1.600 veículos para atender a determinação judicial.

 

 

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.