Facebook e Instagram excluem live em que Bolsonaro relaciona vacina contra Covid à Aids

O Facebook e o Instagram excluíram a live do presidente Jair Bolsonaro transmitida na última quinta-feira (21). No vídeo, o presidente associa a vacinação contra a Covid-19 ao desenvolvimento do vírus da Aids. A empresa enviou nota dizendo que as políticas não permitem alegações de que as vacinas contra o coronavírus matam ou podem causar danos graves às pessoas.

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e a Associação Médica Brasileira (AMB) lançaram uma nota para rebater a afirmação do presidente.

Segundo os especialistas, não se conhece nenhuma relação entre a vacina e a Aids.

As entidades ainda reforçam que pessoas que têm a síndrome devem ser vacinadas, inclusive com a dose de reforço.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *