Três casos de sarampo são confirmados em Goiânia

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou dois casos de sarampo em Goiânia. Trata-se de um homem, de 45 anos, e o filho dele, um recém-nascido de apenas um mês de vida. O órgão ainda investiga dez casos suspeitos e oito foram descartados. O último registro da doença na capital tinha sido em 1998.

“O primeiro caso é de um homem de 45 anos, foi para São Paulo, voltou para Goiânia e adoeceu aqui. O segundo caso é o filho dele. Isso mostra o quanto o sarampo é contagioso. Ainda estamos investigando um segundo contato dele, que está sob suspeita”, disse Flúvia Amorim, superintendente de Vigilância em Saúde da SMS.

Ela afirmou ainda que os dois já não têm risco de contaminar novas pessoas e que pai e filho estão se recuperando bem.

Além destes dois casos, um outro já havia sido confirmado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). A pessoa infectada é um homem, que mora em Alto Paraíso de Goiás, região norte do estado. De acordo com o órgão, ele contraiu a doença em São Paulo e apresentou os sintomas em Santa Catarina.

Com isso, a SES-GO que Goiás tem três casos confirmados da doença. Ao todo, são 44 casos notificados, dos quais 16 ainda estão em investigação e outros 25 foram descartados.

Secretaria de Saúde confirma casos de sarampo de pai e filho recém-nascido — Foto: Vitor Santana/G1Secretaria de Saúde confirma casos de sarampo de pai e filho recém-nascido — Foto: Vitor Santana/G1

Secretaria de Saúde confirma casos de sarampo de pai e filho recém-nascido — Foto: Vitor Santana/G1

Surto em Goiânia

De acordo com Flúvia, com esses casos confirmados em Goiânia, a secretaria considera que a cidade em situação de surto, mas pondera que a a situação está sob controle e não é necessário pânico da população.

“Desde o início do ano, foram 20 casos notificados em Goiânia. Desse, dois foram confirmados, oito descartados e dez sob suspeita, sendo um deles de forte suspeita”, completou.

A secretaria explicou que é necessário que os profissionais de saúde fiquem atentos aos casos suspeitos e notifiquem em até 24 horas, pois é necessário monitorar e imunizar todas as pessoas com quem ela teve contato. A superintendente disse ainda que mais de 60 postos do município estão vacinando contra o sarampo.

“Em julho foram 3.122 doses aplicadas. Com esses casos, o número de doses aplicadas já passou de 8 mil em agosto. Lembrando que a vacinação é seletiva, não é igual à da gripe, que todos podem tomar”, disse.

Quem deve se vacinar?

  • Crianças a partir de seis meses devem tomar a dose zero
  • Crianças a partir de 1 ano devem tomar a primeira dose de tríplice ou tetraviral viral e, dali 3 meses, a segunda dose;
  • Quem tiver entre 1 e 29 anos e não tiver duas doses da vacina comprovadas no cartão de vacinação;
  • Quem tiver entre 30 e 49 anos que não tem uma dose da vacina comprovada em cartão de vacinação.
Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.