Caiado investe R$ 139,5 milhões em bônus por resultados para professores

O governador Ronaldo Caiado investirá R$ 139,5 milhões em pagamento de bônus por resultados para professores da rede estadual de educação, em dezembro.

O acréscimo de 13,5% no valor do bônus por resultados para professores da rede estadual de educação, anunciado pelo governador durante as celebrações de 15 de outubro, foi publicado como decreto, de número 9.997, no Diário Oficial do Estado (DOE).

Todos os servidores da Educação são contemplados com os benefícios. “O meu reconhecimento à Educação será eterno e os meus agradecimentos precisam chegar a todos os trabalhadores. Cada um tem enfrentado conosco os desafios e as dificuldades, e merecem do governo muito respeito”, afirma Ronaldo Caiado.

O bônus por resultados alcançará até 111,5% da remuneração dos docentes e será destinado a 25.601 mil colaboradores. O adicional tem natureza remuneratória, caráter excepcional e base no cumprimento de metas pactuadas e em bons resultados atingidos pelos servidores, docentes e administrativos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), sobretudo, referentes às práticas para a continuidade das atividades educacionais, do processo de ensino-aprendizagem e à retomada das aulas presenciais em meio à pandemia de coronavírus.

Os servidores administrativos da Seduc e das Coordenações Regionais terão o valor do bônus depositado no salário de janeiro de 2022. A fonte de recursos é o Tesouro do Estado e o valor será de 98% dos vencimentos.

O Governo de Goiás efetuou, no mês de outubro, os pagamentos do reajuste salarial para os professores, tanto efetivos quanto contratados, do auxílio aprimoramento continuado. Já em novembro, foi depositada a ajuda de custo de todos os trabalhadores da rede pública estadual de ensino, conforme anunciado pelo governador Ronaldo Caiado.

O reajuste foi de 4,52% para professores PI, PII, do quadro transitório e com contratos temporários, e de 7,20% para professores PIII, PIV e servidores administrativos, efetivos ou com contratos. O auxílio aprimoramento é de R$ 500.

A ajuda de custo terá valor proporcional à carga horária: quem tem contrato de 40 horas recebeu R$ 3.275; quem trabalha 30 horas teve o pagamento de mais R$ 2.456,25 e quem trabalha 20 horas, de R$ 1.637,50.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.