Bolsonaro revê decreto que amplia posse de armas e veta porte de fuzil pelo cidadão comum

Após uma série de críticas e questionamentos, o governo fez alterações no decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) no início do mês que amplia o porte de armas em todo o país.

Entre outros pontos, o Planalto informou que “não será conferido o porte de arma de fuzis, carabinas, espingardas ou armas ao cidadão comum”.

As modificações foram publicadas em uma retificação e em um novo decreto na edição desta quarta do Dieario Oficial da União.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.