Bela Vista: apesar da crise, prefeita Nárcia Kelly diz que está fazendo muito no município

A prefeita de Bela Vista de Goiás, Nárcia Kelly, diz que tem enfrentado muitos desafios na administração da cidade, em função da queda de arrecadação.  Ela, no entanto, não esmorece e espera entregar, até o final de 2020, um conjunto de obras importantes nas áreas da saúde, educação e pavimentação asfáltica. Recursos da maioria delas são devidos aos esforços da gestora, que não se cansa de pedir a ‘ajuda’ de deputados estaduais e federais, por meio da liberação de emendas parlamentares.

Em entrevista ao jornal A Redação nesta quinta (16), a prefeita falou sobre as dificuldades financeiras. “Nós estamos enfrentando muitos desafios porque a nossa arrecadação caiu muito. E a nossa despesa aumenta mesmo sem abrirmos novas frentes de trabalho. Uma das principais despesas que aumenta de forma orgânica é a folha de servidores concursados. Se  a gente comparar 2016 para 2019, dá uma diferença mensal de aproximadamente R$ 500 mil só com os direitos por causa do plano de cargos e salários. Esse ano a gente teve um baque muito grande que foi a queda na arrecadação referente ao ICMS. Nós saímos de 0,83% no Coíndice para 0,72% e isso impactou muito porque não sobra esse dinheiro pra gente no final do mês”, explica.

A chefe do Executivo Municipal não teve escolha. Para atender à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), se viu obrigada a passar a ‘tesoura’ em gratificações de servidores, enxugou o número de secretarias, reduziu contratos com empresas terceirizadas, interrompeu a nomeação de servidores efetivos e comissionados. Até mesmo o vencimento da própria prefeita diminuiu 10%, conforme relata.
A situação melhorou a partir do mês de abril, quando foi lançado o Refis – programa de negociação de dívidas de impostos municipais com a Prefeitura -, mas, segundo ela, ainda está longe de ser a ideal.  “Não posso contratar serviços diferentes, não posso conceder vantagens e benefícios aos servidores. Então, está bem complicado”, lamenta.
Obras da saúde
Apesar do arrocho, está prevista a entrega de várias obras na área da saúde em Bela Vista de Goiás. Nárcia Kelly pretende entregar, até o mês de setembro, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Rural, que será voltada ao atendimento de produtores rurais que moram na cidade. Orçada em R$500 mil, a construção conta com recursos federais liberados via emenda parlamentar. “Vamos ouvir os produtores rurais para saber qual o melhor horário de atendimento”, diz.
Outra obra bastante esperada pela população é o Hospital Municipal, que está na fase de fundação. A construção começou após a realização de convênio do município com o Governo de Goiás, mediante o Programa Goiás na Frente. Embora tenha recebido a informação do secretário de governo Ernesto Roller de que a atual gestão não poderá dar continuidade ao projeto, Nárcia Kelly decidiu assumir a parte que caberia ao Estado. O custo total é de R$ 4 milhões. Seriam R$ 3 milhões do Estado e R$ 1 milhão, de contrapartida da Prefeitura. O Estado liberou apenas R$ 1 milhão.
“O povo de Bela Vista prioriza muito a saúde. É um sonho do nosso povo ter um novo hospital, considerando que o nosso é da década de 70, é muito pequeno e não tem condições estruturais. O que me animou muito é que, nas nossas idas a Brasília, eu consegui muitos recursos de maquinários e mobiliário. Hoje nós temos praticamente tudo. É um projeto que eu não abro mão e que está encaminhado, mesmo com esse baque grande do Goiás na Frente”, pontua.
Com uma área de mais de 2 mil metros quadrados, a unidade terá 52 leitos e prestará atendimento médico de urgência e emergência. O mesmo prédio abrigará a Clínica de Saúde da Mulher.  A conclusão é estimada para maio de 2020.
Educação 
A área de educação também tem recebido investimentos. Nárcia conta que priorizou a retomada da obra de uma escola em parceria com o governo federal, que estava abandonada e chegou a ser depredada por populares. Após a realização de uma nova licitação, a Prefeitura entrará com uma contrapartida de R$ 200 mil para fazer adequações ao projeto inicial e assim, encaminhar a execução e a entrega da unidade.
Também há outra obra de construção de escola em andamento, em parceria com a iniciativa privada. Recursos de emendas parlamentares viabilizarão a entrega da cobertura de quadras esportivas, a construção de um campo de futebol soçaite (R$ 300 mil) e a pavimentação asfáltica da malha urbana da cidade (R$ 2 milhões).
“Quero terminar meu plano de governo. Eu tenho monitorado junto com os secretários e cobrado metas. Nós cumprimos 58% das propostas que a gente fez e minha meta é cumprir 100% até o dia 31 de dezembro de 2020. Esse outro porcentual que falta está sendo desenvolvido. Está tudo engatilhado e nós vamos conseguir. Além de cumprir o plano de governo, estamos fazendo coisas além. Nós tínhamos prometido fazer uma clínica da saúde da mulher e não o hospital. O hospital é um extra. Tem coisas que surgiram pra gente. Esse campo soçaite mesmo não estava no nosso plano de governo. Então, tem várias coisas que são extras. A população vai entender”, diz.
Reeleição 
Nárcia iniciou sua trajetória política em 2008, quando foi eleita vereadora de Bela Vista de Goiás. Questionada se vai disputar a reeleição em 2020, Nárcia “joga para a plateia”. “Isso aí depende muito mais das pessoas do que de mim. É algo que eu não posso falar hoje. Eu vou esperar. O que vai dizer isso é o meu trabalho e a população. Se a população me convocar, é lógico que vou estar pronta”, confessa.
Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *