APP Olho na Bomba é suspenso em Goiás

Por decisão liminar proferida pelo desembargador Itamar de Lima, os postos de combustíveis de Goiânia não precisam mais informar os preços dos combustíveis para o aplicativo Olho na Bomba. Conforme a decisão, a medida anula a lei que é usada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) para multar os estabelecimentos.

“Nós entramos com uma ação de inconstitucionalidade da lei, pois nós não somos contra a divulgação, o que nós estamos questionado é obrigatoriedade”, afirmou o presidente do Sindiposto, Márcio Andrade. Ele disse que a ação foi proposta devido ao donos de postos de gasolina estarem sendo multados mesmo cumprindo com a lei.

“Havia duas situações em que os donos estavam sendo multados, um exemplo é que um cliente chegava ao posto e o preço estava diferente, e denunciava o local, pois o MPGO exigia que a variação de valor no sistema do aplicativo fosse imediata, e isso é impossível. Pois tem as taxas, e tem que mudar tudo, então precisaríamos de um tempo hábil para deixar tudo da maneira que era exigida, no mínimo 30 minutos”,  sublinhou.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.