Adolescentes vítimas do major estavam em pânico quando foram encontradas

Uma moradora de Rio Verde contou como estavam as duas irmãs de 11 e 12 anos que foram sequestradas e estupradas pelo major da Polícia Militar Cristiano Silva de Macena, quando foram encontradas.
Segundo a mulher, elas estavam com medo, descalças e amarradas com fitas adesivas.

Conforme a moradora, que pediu para ficar anônima, ela foi acordada pela avó das crianças, que estava desesperada. Enquanto as netas eram levadas, a parente das crianças havia sido amarrada, também por fitas adesivas, dentro de sua casa.

A Polícia Civil informou que as crianças foram deixadas em frente a uma escola após ocorrerem os abusos. Elas andavam pelas ruas sozinhas atrás de ajuda, segundo a moradora, quando viram os policiais. “Elas viram a polícia e saíram correndo atrás da viatura da polícia. E logo em seguida foram encontradas. Elas estavam descalças. Ainda com as fitas.”

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.